Cine Portugal

Mostra no Museu Nacional  apresenta o moderno cinema português

Esquema de corrupção, conflitos amorosos, dramas da vida adulta e amores proibidos  pontuam os filmes realizados por cineastas da nova geração  do cinema português que serão exibidos na mostra Cine Portugal, que  acontece de 14 a 17 de junho, às 19h, no Auditório II do Museu Nacional da República. A entrada é gratuita e haverá debates após as sessões (com exceção do primeiro dia do evento), com convidados do Instituto Federal de Goiás.

A mostra, que reafirma o prestígio do moderno cinema lusitano, integra as comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, celebrado no dia 10 de junho. O inimigo sem rosto, que abre a mostra, é um thriller policial que gira à volta dos personagens  Feiticeiro,  Albatroz e Turbo, envolvidos em esquema de corrupção.

O que há de novo no amor?, que  esteve na competição oficial da 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, é composto por  seis segmentos que se interligam, seis histórias de amor,  cada uma realizada  por um cineasta diferente. O filme da terceira noite, 4 copas,  conta a história de uma jovem que vive com o seu pai e a madrasta, e um dia  descobre que a esposa do seu pai   está sendo infiel.

Os gatos não têm vertigem, que encerra o evento, mostra um jovem de 18 anos  que, ao ser expulso de casa pelo pai, no dia  do aniversário,  sem ter para onde ir, refugia-se no terraço do prédio de uma viúva de 73 anos. O filme recebeu, em 2015, nove Prêmios Sophia (atribuídos anualmente pela Academia Portuguesa de Cinema), incluindo Melhor Filme, Diretor, Ator e Atriz.

O Cine Portugal será realizado pela Casa da Cultura da América Latina da UnB (CAL), Museu Nacional da República, Camões – Instituto da Cooperação e da Língua no Brasil e Secretaria de Cultura do Distrito Federal, com  apoio da Embaixada da Venezuela e Super Rádio FM.

 Programação

Dia 14 de junho (terça-feira)

O inimigo sem rosto. Direção de José Farinha, 2010, 85 minutos, inspirado no livro homônimo, dos autores José Maria Morgado e José Vegar. Classificação indicativa: 16 anos

Dia 15 de junho (quarta-feira)

O que há de novo no amor? Direção de Hugo Alves,  Mônica Santana Baptista, Hugo Martins, Tiago Nunes,  Rui Santos  e    Patrícia Raposo, 2011, 124 min. Classificação indicativa: 12 anos

Dia 16 de junho (quinta-feira)

4 copas.  Direção de Manuel Mozos, 2009, 106 min. Classificação indicativa: 12 anos

Dia 17 de junho (sexta-feira)

Os gatos não têm vertigens, direção de Antônio Pedro Vasconcelos, 2014, 124 min. Classificação indicativa: 14 anos

Serviço
Mostra Cine Portugal
Local: Auditório II do Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios)
Dias 14, 15, 16 e 17 de junho de 2016
Hora: 19h
Entrada franca

Brasília, 01 de junho de 2016
Núcleo de Comunicação Social da CAL