Paris, Roma e São Paulo

Três cidades fascinantes são os principais personagens do CineCAL, em julho

Três cidades encantadoras são os principais personagens dos filmes exibidos pelo Cinema da Casa da Cultura da América Latina (CineCAL), em julho. Paris, Roma e São Paulo servem de cenário para histórias repletas de beleza, poesia, melancolia, dramas e mistérios, narradas por grandes diretores como Fellini, Rossellini, Woody Allen, Walter Salles, os irmãos Coen e Laís Bodansky.

Programação

Dia 05 de julho (terça-feira)

Meia noite em Paris (EUA). Direção de Woody Allen, 2011, 1h40 min. Um casal de noivos visitam Paris. De casamento marcado, eles têm ainda algumas dificuldades no que diz respeito à vida em comum. Uma noite, embriagado pela beleza da cidade (e algum vinho), ele, que é roteirista em Hollywood,  perde-se  em Paris e vive a mais extraordinária experiência da sua vida. Classificação: 14 anos

Dia 07 de julho (quinta-feira)

São Paulo sociedade anônima (Brasil). Direção de Luís Sérgio Person, 1965, 107 min. Conta a história de Carlos, um jovem da classe média paulistana, que ingressa numa grande empresa. A história acontece no momento da euforia desenvolvimentista provocada pela instalação de indústrias automobilísticas estrangeiras no Brasil, no final dos anos 1950. Classificação: 14 anos

Dia 12 de julho (terça-feira)

Roma de Fellini (Itália e França). Direção de Federico Fellini, 1972, 128 min. Um passeio pela arquitetura, personalidades, moradores e hábitos, mistérios subterrâneos e  a  vida noturna trepidante da capital italiana. Tudo sob o olhar cínico e peculiar do famoso diretor, que mistura passagens autobiográficas com cenas do cotidiano da cidade. Classificação: 14 anos

Dia 14 de julho (quinta-feira)

Paris, te amo (França, Reino Unido, Suíça, Liechtenstein e EUA), 2006, 116 min. Uma coletânea de vários  curtas de diferentes diretores sobre a cidade de Paris, com 5 minutos de duração,  cada um sobre um arrondisement,  a divisão distrital  da capital francesa. Classificação: livre

Dia 19 de julho (terça-feira)

Bem vindo a São Paulo (Brasil). Direção de Leon Cakoff, Renata Almeida, Wolfgang Becker e Amos Gitai, 2004, 1h40 min. O olhar estrangeiro sobre as peculiaridades de uma das maiores cidades do mundo, fruto  de um projeto da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo que convidou vários cineastas estrangeiros para revelar distintas visões sobre  o lugar. Classificação: 12 anos   

Dia 21 de julho (quinta-feira)

Roma, cidade aberta (Itália). Direção de Roberto Rossellini,  1945, 116 min. Entre os anos de 1943 e 1944, a cidade de Roma, ocupada pelos nazistas, é declarada cidade aberta, a fim de evitar bombardeios aéreos. Nesse momento,  comunistas e católicos unem-se para combater os alemães e as tropas fascistas. Classificação: 12 anos

Dia 26 de julho (terça-feira)

Chega de saudade  (Brasil). Direção de Lais Bodansky, 2008, 92 min. Um baile acontecerá em um clube de dança em São Paulo. Desde quando o salão abre suas portas, pela manhã, até seu fechamento ao término do baile, pouco após a meia-noite, diversos personagens rodeiam o local.Classificação: 14 anos

Dia 28 de julho (quinta-feira)

O Candelabro  italiano (EUA). Direção de Delmer Davez, 1962, 119 min. Uma jovem americana, viaja a Itália em busca de romance e aventura. Em Roma, é cortejada por um estudante americano e um descendente de nobres italianos. Classificação: 12 anos

Entrada franca
Local: Auditório Gonzaguinha (térreo) da Casa da Cultura da América Latina da UnB (CAL)
SCS Quadra 4, Edifício Anápolis. Telefone 3321.5811
Hora: 12h e 15h
Realização: CAL/DEX/UnB

Brasília, 01 de julho de 2016
Núcleo de Comunicação Social da CAL