Mostra Cinema Atual Espanhol

A partir de hoje (19/10)   a mostra Cinema Atual Espanhol ocupa o Cine Brasília, com entrada gratuita. A programação, que segue até 23 de outubro,  traz cinco longas premiados em importantes festivais na Espanha e no mundo. Os títulos representam a linguagem atual usada no cinema espanhol com temas que tratam de diferentes regiões, épocas e sociedade  do país. As produções cinematográficas espanholas pesquisam linguagens e poéticas próprias, buscando sempre deixar uma marca autoral.

Na abertura (19), o público confere Pecados antigos, longas sombras, de Alberto Rodríguez, um trailer de suspense, vencedor de dez  títulos do Prêmio Goya 2014, entre eles melhor filme e direção. O longa conta a história de uma dupla de detetives em busca de adolescentes desaparecidos em uma pequena cidade, em meio a uma rede de tráfico de drogas.


Cena do filme Pecados antigos, longas sombras. Imagem: UOL.

Na programação ainda Todos estão mortos, de Beatriz Sanchís. O filme ganhou os prêmios de melhor filme, fotografia, música e Prêmio do Júri Jovem no Festival Cinespagna Toulouse 2014. O título é um drama fantástico, em que uma mãe participa de um ritual na Noite de Todos os Mortos e ressuscita o filho morto há anos

O longa Linda juventude, de Jaime Rosales,  é uma produção franco-espanhola, em que um casal de jovens em dificuldade participa de um filme pornográfico e tem a vida transformada após o nascimento da primeira filha. O título recebeu Menção Honrosa no Festival de Cannes, em 2014.


Cena do filme Todos estão mortos.

O drama de dois trambiqueiros que se acham Robin Hood será apresentado no filme Ártico. A mostra encerra com Flores, na segunda-feira (23), em que uma mulher descontente com a vida começa a receber flores toda a semana de um remetente anônimo. O longa foi vencedor dos Prêmios Goya, de Melhor Filme e Melhor Música Original. 


Cena do filme Ärtico.

Em entrevista ao Jornal de Brasília, o curador Toribio de Prado conta que fez uma seleção de filmes lançados em 2014 e que “cada uma das produções representa uma forma diferente de fazer e se relacionar com o cinema, tanto nos tipos de produção, como de expressão”. Segundo ele, o público vai ter a oportunidade de descobrir “diferentes Espanhas” de uma maneira íntima.

De acordo com Toribio, o diferencial do cinema espanhol é o compromisso com a sociedade, como no caso de Linda Juventude, de Jaime Rosales, e Ártico, de Gabriel Velázquez, integrantes da programação. “São filmes contemporâneos que mostram a realidade, como, por exemplo, a falta de expectativa dos jovens durante a crise econômica que atinge a Espanha nos últimos anos”, finaliza.

Serviço
Cinema Atual Espanhol
Local: Cine Brasília (106/107 Sul)
Data: 19 a 23 de outubro

Programação

Hoje, às 19h – Pecados antigos, longas sombras
Amanhã, às 19h – Ártico; Às 21h – Todos estão mortos
Sexta-feira, às 19h – Flores; Às 21h – Linda juventude
Sábado, às 16h – Linda juventude; Às 19h – Pecados antigos, longas sombras; Às 20h – Ártico
Domingo, às 18h – 18h. Todos estão mortos; Às 20h – Flores

Entrada franca

Mais informações: brasilia.cervantes.es.