Nova Berlim

Exposição mostra panorama da arte na capital alemã

Berlim – palco de acontecimentos decisivos na história mundial recente – transborda arte por todos os lados.  Para mostrar um panorama consistente da produção da respeitada comunidade artística que se concentra na cidade num movimento que começou com o fim da Guerra Fria, aterrissa no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília,  a partir de 27 de julho, a exposição Zeitgeist – arte da nova Berlim.

Reunindo pintura, fotografia, videoarte, performance, instalação e a cultura dos clubes berlinenses, na visão de 29 renomados artistas, dentre os mais destacados da arte contemporânea, compõem o mosaico da exposição Zeitgeist, que aproximará o público brasileiro da realidade artística e cultural de uma Berlim contraditória e fascinante, plural e diversa, que desconhece limites quando se trata de pensar e viver a arte e se reinventar.


Artistas Sven Marquardt e Marcel Dettmann. Foto: Eduardo Eckenfels.

Marcada por duas guerras mundiais e dividida pelo Muro durante quase três décadas, a capital da Alemanha se reergueu das cinzas. Da vida improvisada dos anos 1990, as contradições que caracterizaram a cidade, reinventada a partir de dois mundos, acabaram por formar, pouco a pouco, o Zeitgeist – espírito de uma época, a partir do qual a arte, a cultura e as relações humanas evoluem – que hoje projeta sua influência muito além da Europa Central e atrai artistas do mundo todo com seu magnetismo.

A mostra reúne Uma palestra com o Sven Marquardt – o mais popular host do famoso Berghain, clube underground de música techno de Berlim – e com o curador da mostra Alfons Hug, agendada para o dia 1 de agosto – será uma das atrações da mostra.

Isso sem falar das famosas festas dos clubs berlinenses com performances, DJs e VJs que movimentarão o CCBB durante a exposição. Festas essas que tiveram um papel importante no mundo das artes em Berlim, onde os clubs ganharam status de art spaces, onde a música eletrônica divide espaço com performances, vídeos e fotografias, entre outras expressões artísticas. E o público brasiliense poderá vivenciar essas festas nos dias 19 de agosto, 9 de setembro e 12 de outubro, no encerramento da exposição.

O percurso concebido para a mostra Zeitgeist é uma oportunidade de vivenciar alguns dos aspectos que fazem de Berlim um lugar encantado entre extremos, e que são recorrentes no modo de existir da metrópole. O curador da mostra, Alfons Hug, indica seis “caminhos” conceituais que podem ser percorridos na exposição: Tempo que corre e tempo estagnado; a ruína como categoria estética; eterna construção e demolição; o vazio e o provisório e

Novos mapas e os outros modernos – Investiga o redesenho da cartografia da cidade e da própria Alemanha, assim como suas relações com o resto do mundo após a queda do Muro, a partir do ponto de vista de uma arte que prefere se manifestar em terreno irregular, esburacado e incompleto. A nova Berlim se distancia do eurocentrismo e fertiliza uma arte plural, que reconhece e abarca a diversidade do mundo. Nesse panorama se insere o vídeo A caça, de Christian Jankowski, que incorpora novos elementos a uma visão diferenciada da arte.

Programação

Abertura para o público: 27/07 (quarta-feira)

Visitação: até 29 de outubro, terça a domingo, das 9h às 21h

Performance Standard Time: 30 e 31/07 (sábado e domingo) de 9h às 21h

Palestra com o curador Algons Hug e o artista Sven Marquardt: 1/08 (segunda-feira) às 20h no Teatro 1. Retirada de senhas na bilheteria a partir das 19h.

Festa 1: 19/08 (sexta) das 19h às 0h

DJ, VJ, performance Standard Time do artista Mark Formanek e a performance How People are Doing Things do artista Marc Branderburg

Festa 2: 09/09 (sexta) das 20h às 2h

DJ, VJ, Maurício Ianês com sua performance coletiva CÃO, uma apresentação com música eletrônica e Maikon K com a performance DNA de DAN

Festa 3: 12/10 (quarta-feriado) aniversário de Brasília e do CCBB

DJ, VJ, performance Standard Time, além de estrutura de foodtrucks com comidas e bebidas alemãs.

Fonte: site Acha Brasília

Brasília, 07 de julho de 2016