Cidade relicário

Brasília é o grande objeto  da nova exposição de Carmen San Thiago, em cartaz no Academia Café

Fruto de um processo criativo em que Brasília é o grande objeto de observação da artista, a delicada mostra Cidade relicário de Carmen San Thiago, composta por obras que começaram a ser produzidas em 2014, em cartaz no Espaço Cultural do Academia Café, traz nas telas pequenas histórias condensadas de personagens anônimos da cidade. A mãe que leva os filhos para brincar no parque, estudantes e trabalhadores esperando o transporte público e crianças que tomam coragem para entrar no foguete do  parque Ana Lídia podem ser vistas na mostra.

Carmen vive em Brasília há 22 anos e é uma atenta observadora dos espaços públicos da cidade. As paisagens brasilienses, como as tesourinhas, as passagens subterrâneas e os ipês floridos são  outras paisagens recorrentes em seus quadros. Recentemente, ela incluiu os habitantes do DF nas pinturas, que estão impregnadas pelas lembranças de um tempo.

 “Os equipamentos urbanos de Brasília – como as tesourinhas, as passarelas e passagens subterrâneas de pedestres, os pontos de ônibus e o foguetinho do Parque Ana Lídia – são meus objetos de estudo. Transformei esses elementos em relicários (caixas ou altares que contêm histórias e pertences dos santos), por possuir vários tipos de intervenções como colagens, lambe-lambes, propagandas, pichações de protestos políticos e rebeldes e outras performances que nós moradores e visitantes nos deparamos, num cenário de inúmeras possibilidades imaginárias para um olhar pictórico. Nós somos os Santos e nossas histórias vão deixando rastros pelos tempos e monumentos. As telas são relicários das pequenas histórias vividas na paisagem monumental  da cidade. A tela é mais do que uma superfície de tinta, nela estão impregnadas as lembranças de um tempo”. Comenta Carmen sobre a nova série.

A artista nasceu em 1976, em Porto Velho (RO). Mudou-se para Brasília, em 1991. Fez curso de pintura barroca com as Irmãs Marcelinas e, em 2000, entrou para a Faculdade de Artes Dulcina de Moraes, onde se formou em 2003. Entre 2000 e 2005 frequentou como aluna o ateliê do Mestre Lourenço de Bem, naquele ambiente e sobre a orientação do mesmo, viu as várias possibilidades que as artes plásticas ofereciam por meio da música, teatro e cinema. Em 2009 concluiu o curso de pós-graduação em Design Estratégico, no Instituto Europeu de Design e ministrou aulas de design em algumas faculdades. Entre os seus trabalhos como artista visual, estão a ilustração de livros infantis com suas aquarelas que são o seu carro-chefe na pintura.


"Foice o tempo."

Serviço
Exposição Cidade relicário, de Carmen San Thiago
Local: Espaço Cultural Academia Café (CLN 201/  Bloco A/  Loja 67/  Asa Norte)
Abertura: 30 de novembro (quarta), às 19 horas
Visitação: até 15 de dezembro, 9h às 18h30, de domingo a sexta (fecha aos sábados)
Entrada franca
Informações: (61) 3327-8438
Classificação indicativa: Livre

Fonte: site Acha Brasília

Núcleo de Comunicação Social da CAL