ONDEANDAAONDA II

Exposição reúne vários espaços expositivos do DF para celebrar os dez anos do Museu Nacional

As políticas culturais desenvolvidas no Museu Nacional da República, desde a sua inauguração em dezembro de 2006, são reafirmadas por meio da exposição ONDEANDAAONDA II (cartografia das artes plásticas do Distrito Federal), um seminário e duas oficinas, que começam a acontecer nas dependências do museu, a partir de 14 de dezembro, realizados pela instituição e Secretaria de Cultura do DF.

A exposição envolve 14 espaços independentes voltados para a arte atual surgidos no DF e Entorno, nos últimos quatro anos. A proposta é fazer uma reedição ampliada e aprimorada do projeto ONDEANDAONDA I, de 2015, considerada pela mídia local a exposição coletiva mais representativa do ano  passado, tendo o Museu Nacional como dinamizador desse contexto artístico.  

Para isso, a área de exposições do museu foi ampliada para abrigar aproximadamente 150 artistas com 300 obras, entre instalações multimídia, pinturas, desenhos, gravuras, fotografias, esculturas, objetos, performances e demais linguagens da arte contemporânea. A Casa da Luz Vermelha, Alfinete Galeria, deCurators, Elefante Centro Cultural, Espaço F/508 Fotografia, Galerias Arte XXX, Ponto e Ultravioleta, Manoobra Galeria, Naco, Pé Palito, Olho de Águia, Oto Reifschneider Escritório de Arte e Referência Galeria de Arte são os espaços que participam do evento.

“Vestidos”, um tríptico fotográfico de Dália Hoffman que compõe a exposição,  versa sobre os feminicídios, através de metáforas oníricas. “As histórias são contadas por imagens poéticas de vestidos imersos em água, como que pairando nas profundezas do inconsciente, quase como um perfume. São memórias ancestrais, guardadas ao longo das gerações, simbolizando  a violência perpétua na qual cada mulher está submetida, seja através de experiências concretas, seja por relatos velados no campo do inconsciente familiar geracional”, revela a artista, que participa do evento por meio do Espaço F/508 Fotografia.

Nos dias 15 e 16 de dezembro, será a vez do seminário Crítica, Mercado e Terceiro Setor que reúne grandes nomes das artes visuais como Paulo Herkenhoff, Agnaldo Farias, Tereza de Arruda, Marcus Lontra, Eduardo Saron (Itaú Cultural) Solange Lingnau (Abact) e  Karen Machado (CCBB). O evento é uma ação conjunta entre a comunidade artística, a crítica, o terceiro setor (por meio do Conselho Nacional do Sesi e Sistema Fibra), o mercado e o  próprio museu.

O projeto vai oferecer, ainda,  duas grandes oficinas: Arte e Novos Mercados, nos dias 19 e 20 de dezembro, com a participação de Baixo Ribeiro e Mariana Martins; e Roteiro das Artes para Brasília, nos dias 21 e 22 de dezembro, ministrada por Mírian Rocha e José Carlos. A participação nos eventos  é gratuita, mas as vagas para as oficinas são limitadas.

Serviço

Exposição Ondeandaaonda  II
Abertura: 14 de dezembro, às 19h
Visitação: até 26 de fevereiro de 2017, terça a domingo, das 9h às 18h30
Entrada franca
Classificação indicativa: livre

Seminário Crítica e Mercado
Dia 15/12,  das 9h às 12h30 e 14h30 às 17h30
Regina Medeiros, Solange Lingnau, Eduardo Saron, Karen Machado
Dia 16/12, 10h às 12h30 e 14h30 às 17h30
Marcos Lontra, Agnaldo Farias, Paulo Herkenhoff, Teresa de Arruda

Oficina Artes e Novos Mercados
Dias 19 e 20/12, 9h às 10h30 e 14h às 18h30 
Baixo Ribeiro e Mariana Ribeiro

Oficina Roteiro das Artes para Brasília
21/12, 9h às 12h30 e 14h às 20h
22/12, 9h às 12h30 e 14h às 18h
Mírian Rocha e José Carlos

Outras informações: 61 3325.6234
Fonte: site Secult  e Museu Nacional

Brasília, 14 de dezembro de 2016
Núcleo de Comunicação Social da CAL